shell jornal money

Shell: Entendendo a Classificação e 3 Dicas

A complexidade dos algoritmos de ordenação está aumentando gradualmente, tornando sua implementação e compreensão mais desafiadoras. A classificação Shell está entre os métodos de ordenação simples e complexos. Vamos explorar as razões para isso.

A Base da Classificação Shell

A classificação Shell, também conhecida como Shellsort, é um algoritmo de ordenação que serve como uma versão otimizada da classificação por inserção. Introduzido por Donald Shell em 1959, este método visa melhorar a eficiência da ordenação, especialmente em grandes conjuntos de dados.

A classificação Shell é uma variação da classificação por inserção. Na classificação por inserção, percorremos a matriz da esquerda para a direita, inserindo cada elemento em sua posição correta em relação aos elementos anteriores. A complexidade de pior caso deste algoritmo é O(n²).

Em 1959, Donald Shell propôs uma abordagem diferente: em vez de ordenar a matriz inteira de uma vez, ele sugeriu ordenar submatrizes formadas por elementos espaçados. Isso reduz a complexidade do algoritmo em certos casos.

Fundamentos da Classificação Shell

A classificação Shell se baseia na ideia de ordenar elementos que estão distantes uns dos outros, e gradualmente reduzir essa distância até que os elementos adjacentes sejam ordenados. Isso contrasta com a classificação por inserção tradicional, que ordena apenas elementos vizinhos.

Como Funciona?

  1. Escolha dos Intervalos: O algoritmo começa escolhendo um intervalo (ou “gap”) inicial, que determina quais elementos serão comparados e ordenados.
  2. Ordenação dos Subarrays: Para cada intervalo, subarrays são formados a partir dos elementos espaçados pelo intervalo escolhido. Cada subarray é então ordenado usando a classificação por inserção.
  3. Redução do Intervalo: O intervalo é reduzido gradualmente, e o processo de ordenação é repetido para os novos subarrays formados até que o intervalo seja 1.
  4. Ordenação Final: Quando o intervalo é 1, o array inteiro é ordenado uma última vez com a classificação por inserção, garantindo que todos os elementos estejam na posição correta.

Exemplo Prático

Considere um array de elementos:

(𝑎1,𝑎2,𝑎3,𝑎4,𝑎5,𝑎6,𝑎7,𝑎8,𝑎9,𝑎10,𝑎11)(a1​,a2​,a3​,a4​,a5​,a6​,a7​,a8​,a9​,a10​,a11​)

Passos do Algoritmo:

  1. Primeiro Intervalo (gap = 5):
    • Formar e ordenar subarrays: (𝑎1,𝑎6,𝑎11)(a1​,a6​,a11​)
    • Repetir para os subarrays: (𝑎2,𝑎7),(𝑎3,𝑎8),(𝑎4,𝑎9),(𝑎5,𝑎10)(a2​,a7​),(a3​,a8​),(a4​,a9​),(a5​,a10​)
  2. Segundo Intervalo (gap = 3):
    • Formar e ordenar subarrays: (𝑎1,𝑎4,𝑎7,𝑎10)(a1​,a4​,a7​,a10​)
    • Repetir para os subarrays: (𝑎2,𝑎5,𝑎8,𝑎11),(𝑎3,𝑎6,𝑎9)(a2​,a5​,a8​,a11​),(a3​,a6​,a9​)
  3. Terceiro Intervalo (gap = 1):
    • Ordenar o array inteiro usando classificação por inserção.

📧 Não perca nenhum post. Assine nosso boletim. 📧


    Complexidade do Algoritmo

    A eficiência da classificação Shell depende fortemente da escolha dos intervalos. Diferentes sequências de intervalos resultam em diferentes desempenhos, alguns dos quais são:

    Sequências Populares

    SequênciaDescriçãoComplexidade de Pior Caso
    Sequência ShellIntervalo inicial é o comprimento do array, reduzido pela metade a cada passoO(n²)
    Sequência HibbardIntervalos calculados pela fórmula 2^k – 1O(n^(1.5))
    Sequência SedgwickFórmula complexa, resultado eficienteO(n^(4/3))
    Sequência PrattProdutos de potências de dois e trêsO(n log² n)
    Sequência TsiuraObtida experimentalmente, sem fórmula específicaAproximadamente O(n log n)

    Vantagens da Classificação Shell

    shell jornal money
    Compreenda a classificação do algoritmo Shell. Fonte: Jornal Money.
    1. Melhor Performance para Grandes Arrays: Comparado à classificação por inserção simples, a classificação Shell é significativamente mais rápida para arrays maiores.
    2. Fácil Implementação: Apesar de sua eficiência, o algoritmo é relativamente simples de implementar.
    3. Flexibilidade: A possibilidade de ajustar a sequência de intervalos permite otimizar o desempenho para diferentes tipos de dados.

    Implementação da Classificação Shell

    Vamos considerar um array de elementos:

    (a₁; a₂; a₃; a₄; a₅; a₆; a₇; a₈; a₉; a₁₀ e a₁₁)

    Primeiro, aplicamos a classificação por inserção a um subarray formado por cada quinto elemento:

    (a₁, a₆, a₁₁)

    Armazenamos o resultado no array principal. Repetimos o processo para os subarrays formados por elementos espaçados pelo mesmo intervalo, deslocando um elemento para a direita:

    • (a₂, a₇)
    • (a₃, a₈)

    Passo a Passo

    1. Primeiro Passo: Subarray com cada quinto elemento
    • Ordenar: (a₁, a₆, a₁₁)
    1. Segundo Passo: Subarray com cada terceiro elemento
    • Ordenar: (a₁, a₄, a₇, a₁₀)
    1. Terceiro Passo: Subarray com elementos subsequentes
    • Ordenar: (a₂, a₅, a₈, a₁₁)

    Finalmente, realizamos uma ordenação por inserção em todo o array, que agora está parcialmente ordenado.

    Complexidade do Algoritmo

    A complexidade do algoritmo Shell depende dos intervalos escolhidos para formar os subarrays. Vejamos algumas das sequências mais comuns:

    SequênciaDescriçãoComplexidade de Pior Caso
    Sequência ShellIntervalo inicial é o comprimento do array, reduzido pela metade a cada passoO(n²)
    Sequência HibbardIntervalos calculados pela fórmula 2^k – 1O(n^(1.5))
    Sequência SedgwickFórmula complexa, resultado eficienteO(n^(4/3))
    Sequência PrattProdutos de potências de dois e trêsO(n log² n)
    Sequência TsiuraObtida experimentalmente, sem fórmula específicaAproximadamente O(n log n)

    Faça parte do Jornal Money:

    Conclusão

    A classificação Shell é um algoritmo poderoso e versátil que oferece uma melhoria substancial em relação à classificação por inserção tradicional. Sua eficácia depende da escolha adequada dos intervalos, mas com a sequência correta, pode oferecer desempenho próximo aos melhores algoritmos de ordenação disponíveis.

    A classificação Shell é um algoritmo que combina simplicidade e complexidade, dependendo da sequência de intervalos escolhida. Escolher ou calcular a sequência correta pode ser um desafio, mas os ganhos em eficiência justificam o esforço.

    Com a classificação Shell, temos uma ferramenta poderosa e versátil para ordenar arrays, adaptável às necessidades específicas de cada aplicação.

    FAQ sobre a Classificação Shell

    1. 1. O que é a classificação Shell?

      A classificação Shell é um algoritmo de ordenação que otimiza a classificação por inserção. Introduzido por Donald Shell em 1959, ele ordena subarrays formados por elementos espaçados, reduzindo gradualmente o intervalo entre eles até que todo o array esteja ordenado.

    2. 2. Como a classificação Shell funciona?

      A classificação Shell começa escolhendo um intervalo inicial e ordena subarrays formados por elementos espaçados por esse intervalo. O intervalo é reduzido gradualmente, e o processo de ordenação é repetido para os novos subarrays até que o intervalo seja 1, momento em que o array inteiro é ordenado.

    3. 3. Quais são as vantagens da classificação Shell?

      As principais vantagens da classificação Shell incluem melhor desempenho para grandes arrays, fácil implementação e flexibilidade para ajustar a sequência de intervalos, o que permite otimizar o algoritmo para diferentes tipos de dados.

    4. Qual é a complexidade do algoritmo de classificação Shell?

      A complexidade do algoritmo de classificação Shell varia dependendo da sequência de intervalos escolhida. As sequências mais comuns resultam em complexidades que vão de O(n²) a aproximadamente O(n log n).

    5. 5. Quais são as sequências de intervalos mais utilizadas na classificação Shell?

      As sequências de intervalos mais utilizadas incluem:
      Sequência Shell: Intervalo inicial é o comprimento do array, reduzido pela metade a cada passo (O(n²)).
      Sequência Hibbard: Intervalos calculados pela fórmula 2^k – 1 (O(n^(1.5))).
      Sequência Sedgwick: Fórmula complexa que oferece eficiência (O(n^(4/3))).
      Sequência Pratt: Produtos de potências de dois e três (O(n log² n)).
      Sequência Tsiura: Obtida experimentalmente, com complexidade próxima a O(n log n).

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *